Petrobras anuncia terceiro aumento da gasolina em fevereiro
Petrobras anuncia terceiro aumento da gasolina em fevereiro

A Petrobras reajustou os preços da gasolina para as distribuidoras em 0,5% e do diesel em 0,6%. O aumento vale a partir de hoje (06/02/2018). Esta foi a terceira correção neste mês. A que entrou em vigor no sábado (3) teve os mesmos percentuais, e a que passou a valer na sexta-feira (2), ficou em 0,8% para a gasolina.

Na véspera, para o dia 1º, a estatal tinha anunciado reduções nos preços dos dois produtos. A queda para a gasolina ficou em 1,5% e no diesel em 1,4%.

De acordo com a companhia, a política de preços para a gasolina e para o diesel vendidos nas suas refinarias às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, “que representa a alternativa de suprimento oferecido pelos nossos principais concorrentes para o mercado, na importação do produto”.

Somado a isso, a empresa informa na sua página que é avaliada a margem que considera “os riscos inerentes à atividade de importação, como volatilidade da taxa de câmbio e dos preços”.

Ainda na sua página na internet, a Petrobras informa que, em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional, analisa a sua participação no mercado interno e avalia frequentemente se haverá manutenção, redução ou aumento nos preços praticados nas refinarias. “Sendo assim, os ajustes nos preços podem ser realizados a qualquer momento, inclusive diariamente”, apontou.

Redução no preço do GLP

A Petrobras informou que decidiu reduzir os preços de comercialização às distribuidoras do GLP (gás liquefeito de petróleo) destinado aos usos industrial e comercial, no percentual médio de -4,6% e vigência a partir de amanhã (6).

A alteração mostra-se necessária devido à queda das cotações internacionais do produto, que reflete a proximidade do fim do inverno na Europa, com o consequente arrefecimento da demanda pelo derivado.

A Petrobras esclarece que a correção não se aplica aos preços de GLP destinado ao uso residencial, comercializado pelas distribuidoras em botijões de até 13 kilogramas (kg), conhecido como gás de cozinha.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou, em nota, que suas empresas associadas foram comunicadas pela Petrobras na tarde de hoje sobre queda no preço do GLP empresarial para embalagens acima de 13 kg. De acordo com as informações que as distribuidoras receberam da Petrobras, a redução será entre 4,2% e 4,9%, dependendo do polo de suprimento.

O Sindigás reforça que falta ainda uma política de preços para o GLP empresarial, o que faz persistir a diferença de preços entre o GLP residencial e o empresarial e, ainda, o ágio cobrado pela Petrobras em relação ao preço praticado no mercado internacional para o produto.

O sindicato calcula que o valor do GLP empresarial, destinado aos setores do comércio e da indústria, ficará 32,82% acima da paridade de importação e 35,20% mais caro em relação ao gás comercializado em embalagens de até 13 kg.

Saiba Mais

VENDE-SE UM LOTE DE 335 M² NO CENTRO DE MANTENA- MG

(Fonte: Agência Brasil)

COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here