Irma chega aos EUA com categoria 4

Furacão chegou às Keys na manhã de domingo, trazendo ventos de até 130 mph

O Furacão Irma chegou este domingo às 9:10 a.m. à Cudjoe Key, cerca de 20 milhas de Key West, com ventos de 130 mph, informou o National Hurricane Center.

A tempestade cresceu durante a noite, com ventos de furacão agora alcançando um perímetro de 160 milhas, e ventos de tempestade tropical alcançando 440 milhas.

Um alerta de tornado foi emitido para o condado de Palm Beach até as 10 a.m.

Uma forte faixa de chuva proveniente da tempestade passará sobre Miami de 10 a.m. até meio-dia, trazendo rajadas de ventos entre 80 e 100 mph, diz o NHC.

Parece certo que o sul da Flórida vai escapar de um impacto direto, mas a região terá um dia complicado, com as franjas externas da tempestade castigando a região. Ventos com força de tempestade tropical foram reportados pela manhã em Pompano Beach, com velocidades variando entre 44 e 58 mph.

O vento forte começou a afetar a rede elétrica. Às 8 a.m. de domingo havia pouco mais de 800 mil sem luz no estado.

Um “grande e perigoso” tornado passou pela área central do condado de Broward em direção ao Everglades na noite de sábado, disse o National Weather Center. Outros tornados foram registrados no estado, gerados pelas tempestades secundárias geradas pela grande área de circulação de Irma.

A previsão é de que a tempestade vire para o norte neste domingo, ameaçando as cidade de Naples, Fort Meyers e Tampa, embora ainda não esteja clara a trajetória de Irma. As cidades costeiras do lado oeste podem ver um aumento de até 15 pés no nível do mar.

O governador Rick Scott ordenou a evacuação das cidades ribeirinhas ao sul do lago Okeechobee, onde em 1928 um furacão fez o lago transbordar e afogar milhares, uma ca’tastrofe histórica que traumatizou a região por décadas. As cidades são South Bay, Lake Harbor, Pakohee, Moore Haven, Clewiston, Belle Glade e Canal Point.

Ainda não há nenhuma informação sobre vítimas da tempestade. Irma causou 23 mortes durante sua passagem pelo Caribe.

Fonte:acheiusa

COMPARTILHE